sábado, 23 de junho de 2012

ALIMENTAÇÃO DE ANIMAIS - Como calcular a quantidade de ração para o cão

Como calcular a quantidade de ração para o cão?
A resposta dessa pergunta depende de vários fatores como idade, peso (se está normal ou com sobrepeso), se pratica atividades físicas, gasto energético, se com alguma doença, se prenhe ou lactante/amamentando, propensão à obesidade (cães castrados)) etc.
No mais, ainda há alguns fatos a serem verificados para saber qual tipo de ração oferecer. No mercado atual, há diversos tipos e qualidades: para raças específicas (que geralmente contém ingredientes voltados à prevenção e tratamento de doenças mais comuns na raça), light, diet, para portadores de doenças cardíacas, renais (mais ocorrente em gatos), para idosos, para filhotes, a base de carne, frango, vegetais, arroz etc.
Assim, não é possível estabelecer uma regrinha fixa para todo cão. O ideal é que um veterinário avalie toda essa conjuntura e a necessidade alimentar do seu animal e estipule qual a medida diária de ração a ser fornecida.
Mas, para nos orientar, nas embalagens de ração há uma indicação geral para oferecer certa quantidade de ração até que um veterinário te oriente certinho qual a medida ideal considerando os fatores acima.
Para termos uma noção: Cães com até 5 kg -- 110g/dia. Cães de 05 kg a 10kg -- 190g/dia. Cães de 10Kg a 15Kg -- 250g/dia. Cães de 15Kg a 20Kg -- 310g/ dia. Cães de 20Kg a 40Kg -- 530g/dia. Cães de 40Kg a 60Kg --  720g/dia.

Quantas vezes ao dia?
Ideal é dividir a quantidade total em duas porções a serem oferecidas em horários diferentes, manhã e final da tarde por exemplo, mas tem animais que comem uma vez só dia e ficam bem.

Suplemento vitamínico na ração?
Conversando com um veterinário, me informou que a absorção de suplemento vitamínico na ração não é satisfatória, ou seja, animais que precisam de uma complementação devem ingerir em separado, conforme indicação médica.

Cálculo para sobrepeso?
Se o animal está acima do peso, deverá emagrecer para evitar comprometimento da saúde.

E então o calculo deve ser feito com base no peso atual ou no que se quer atingir?
No ideal, no que se quer atingir. Essa não é uma regra absoluta, o veterinário deve orientar detalhadamente, mas se o seu cão está acima do peso ideal e o cálculo for feito com base nesse sobrepeso, ele não irá emagrecer, pois estará comendo mais do que realmente precisa.

E água?
Deixe água disponível sempre. Ele irá beber quanto precisar. Não é necessário fazer controle porque dificilmente o animal irá beber água em excesso ou pouca, a menos que tenha algum problema de saúde. Já com ração o controle deve ser maior porque não é difícil que o cão coma mais do que deve, uma ocorrência comum com caes castrados, até estressados, agitados, por exemplo. Água sempre, limpa.

Não comeu a ração quando oferecido, deixo disponível ou retiro e dou somente no próximo horário?
Como tudo com animais, depende. O ideal para o animal adulto é criar uma disciplina e fazê-lo com que coma no horário determinado. Ração exposta também perde a palatibilidade, cheiro, sabor, resseca, passarinhos e outros animais podem mexer, comer, espalhar, fazer cocô em cima, estragar. Ofereça, se não comer em um tempinho razoável retire e ofereça no próximo horário, irá criar o hábito e evitar desperdício.

E sobre dar comida humana?
Não somos a favor, a menos que a comida seja feita especialmente para o cão, com ingredientes adequados (alimentos que podem ser dados sos cães) e sem tempero. Assim, a ração é mais adequada e prática. Restos de comidas feitas para humanos, não.

Animal que come muito ou pouco tem algum problema?
O veterinário deve avaliar e dizer. Pode ser um sinal de alteração, tive ferrets (furões) que quando apresentavam problemas sérios hormonais, o primeiro sinal era comer compulsivamente. Já animais castrados têm tendêncua a comer em excesso, isoladamente não é para ser problema, aoenas deve ser controlado. Há casos de comer em demasia por problemas comportamentais, cães agitados, ou disputa de território (aquele que como toda a racão só para outro cão que convive junto não comer).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...